Hospital Paulista adere ao Junho Violeta com Live sobre cuidados com a saúde da pessoa idosa

Criado em 2006 pela Organização das Nações Unidas (ONU), o Junho Violeta é marcado por ações que acontecem durante todo o mês para celebrar o cuidado com a pessoa idosa e propor uma reflexão acerca do assunto.

Para endossar seu apoio à campanha, o Hospital Paulista realizará em 22 de junho, às 16h, uma Live em seu Instagram para discutir alguns temas importantes para o cuidado dos idosos. Serão debatidos pontos como a perda da audição ocasionada pela idade, as doenças do labirinto e a vertigem, a presbifonia e o refluxo, além da reabilitação auditiva na terceira idade.

Esses são alguns problemas recorrentes na terceira idade e a falta de informação e cuidados pode impactar negativamente a vida dos idosos. A instituição acredita que negligenciar questões da saúde de pessoas mais velhas também pode ser considerada uma forma de violência.

A transmissão contará com a presença dos médicos otorrinolaringologistas Dr. Ricardo Dorigueto e Dr. Domingos Tsuji e da fonoaudióloga Christiane Nicodemo, todos profissionais do Hospital Paulista.

O debate será aberto ao público geral e pretende esclarecer dúvidas referentes aos temas propostos, bem como desmistificar alguns assuntos, entre eles, a labirintite, termo geralmente utilizado de modo incorreto por pacientes e até profissionais de saúde, segundo Dr. Dorigueto.

“A palavra é usada de forma equivocada pela maioria das pessoas que sofrem de tontura, e na verdade, pode esconder outras doenças do labirinto, que é a parte interna do ouvido, responsável pela audição, percepção e equilíbrio do corpo”, esclarece Dr. Dorigueto.

Em sua participação, abordando o tema sobre reabilitação auditiva na terceira idade, a Fonoaudióloga Christiane Nicodemo pretende falar sobre as doenças audiológicas em idosos; formas de identificar problemas auditivos; e quando é necessário procurar ajuda profissional, caso identifique um possível problema em algum idoso que acompanhe.

“A perda auditiva não tratada pode agravar quadros de demência, prejudicar o equilíbrio, causar depressão e disfunção psicossocial. Não basta colocar o aparelho auditivo, é necessário o acompanhamento fonoaudiólogo durante o processo de adaptação”, conta a especialista.

A Live contará também com a presença do Dr. Domingos Tsuji, que entre outros assuntos, pretende esclarecer todas as dúvidas sobre alteração da voz causada pelo envelhecimento natural das cordas vocais – a presbifonia – falando sobre as características, tratamentos e dicas de como evitá-la.

Fonte: Hospital Paulista de Otorrinolaringologia / Foto ilustrativa: CanstockPhoto

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *