OPAS/OMS divulga situação da Enfermagem na Região das Américas

Dados apontam que existem cerca de 27,9 milhões de profissionais de Enfermagem em todo o mundo; 89% desse número são profissionais mulheres

A pandemia de COVID-19 evidenciou as fragilidades dos sistemas de saúde e fez necessário estabelecer medidas e estratégias intersetoriais e participativas que envolvam diferentes setores do governo e diferentes níveis administrativos, bem como as comunidades, a sociedade civil e o setor privado.

Em 2019, a A Organização Pan-Americana da Saúde – OPAS/OMS definiu a Diretriz Estratégica para a Enfermagem na Região das Américas, no âmbito da saúde universal, a fim de fortalecer a prática e a formação da Enfermagem, capacitar os profissionais e reconhecê-los em seu exercício como agentes transformadores da saúde. As seguintes linhas de ação foram formuladas:

A Organização Pan-Americana da Saúde – OPAS/OMS divulgou, de forma sucinta, a situação da Enfermagem na Região das Américas.

Em todo o mundo, existem cerca de 27,9 milhões de profissionais de enfermagem. Só na Região das Américas, a Enfermagem representa 56% de todas as profissões da saúde. É o maior grupo ocupacional no setor da saúde na área.

87% dos profissionais estão atuando no Brasil, Canadá e Estados Unidos, sendo que esses três países representam cerca de 57% da população da região. Outro dado importante é que dos profissionais de Enfermagem da Região das Américas, 89% são mulheres.

Os números apresentados são referentes a todos os países dessa região e foram extraídos do relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS) intitulado “O Estado da Enfermagem no Mundo”, publicado em 2020.

Este infográfico será usado para apresentar dados a países, governos, ministérios da saúde, universidades, profissionais, estudantes e outras partes interessadas.

Acesse o conteúdo completo na biblioteca virtual.

Fonte: Cofen, OPAS/OMS / Foto ilustrativa: CanStockPhoto

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *