Vyttra Diagnósticos intensifica o suprimento de testes rápidos de Covid-19 e Influenza às farmácias e órgãos públicos

Indústria nacional mostra amplo comprometimento com o cenário da saúde no Brasil e afirma ter capacidade para atender à alta demanda e, também, à possibilidade do uso de autotestes

A Vyttra Diagnósticos, maior empresa brasileira de fabricação e distribuição de equipamentos e reagentes para o mercado de diagnósticos in vitro, anuncia que, com a chegada da variante Ômicron e o surto de Influenza (H3N2), o mês de dezembro de 2021 representou um aumento de vendas de testes rápidos às farmácias de 466% em relação à média de julho a novembro do mesmo ano. A tendência se repete em janeiro de 2022, quando nos primeiros dias do mês já apresentou um aumento nas vendas de 541%, em relação a dezembro de 2021. 

“O comportamento da demanda por testagem foi proporcional às ondas de infecção e às fases que vivenciamos ao longo da pandemia de Covid-19. Logo, se no primeiro semestre de 2021 a nossa média de vendas às farmácias era de cerca de 500 mil testes rápidos ao mês, no segundo semestre, com o avanço da vacinação, esta média começou a cair, mas voltou a crescer de forma exponencial a partir do início da recente onda de novos casos no Brasil, em torno de 25 de dezembro. O fato é que com o surto de ambas as doenças e a capacidade de ofertar, desde abril de 2021, um teste combo, que identifica Covid-19 e Influenza ao mesmo tempo, nas últimas três semanas já vendemos mais testes para farmácias do que durante todo o período de julho a novembro. Em linhas gerais, o nosso market share tem crescido dia após dia e isso nos dá uma grande satisfação, uma vez que efetivamente podemos auxiliar a população na quebra da cadeia de transmissão”, destaca Rubens Freitas, CEO da Vyttra Diagnósticos. 

Desde o início do surgimento de novos casos no Brasil, a Vyttra Diagnósticos registra um market share nas farmácias de 79% para o Teste Smart Test COV Ag Combo e salienta que também atua no atendimento de licitação de órgãos públicos, sem riscos de ausência de produto. “Estamos preparados para atender aos pedidos dada à fabricação própria, à ampliação da linha produtiva e de adequação de turnos”, complementa Rubens. 

Autoteste para Covid-19 

Com estudo de usabilidade pronto para seus produtos de Point of Care serem utilizados como autoteste, a empresa está aberta para contribuir com a análise da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). “Entendemos que ofertar o teste para uso da própria população seja uma ferramenta relevante no combate à transmissão dos vírus da Covid-19 e Influenza, uma vez que, ao identificá-los com rapidez e conveniência, a pessoa imediatamente já adota o isolamento e busca os protocolos adequados para cada enfermidade. Além disso, essa abertura não inviabilizaria a feitura de testes em ambientes de farmácias, laboratórios e hospitais. Pelo contrário, em caso de dúvida ou sentindo a necessidade da realização do teste por um profissional de saúde, a pessoa procurará por esses locais. O ponto aqui é disponibilizar mais opções para que todos se sintam mais seguros em um momento tão incerto”, complementa o executivo. 

Autotestes nas gôndolas 

A adaptação dos produtos ofertados atualmente às farmácias e ao consumidor final seria apenas de embalagem – unitária ou com três testes, por exemplo –, na rotulagem e instruções de uso, amparadas pelo estudo de usabilidade realizado, que tem como objetivo garantir que pessoas sem treinamento possam facilmente executar o teste. Desde que indicado pela Anvisa, ele poderia ser comercializado em estabelecimentos diversos. “Para a Vyttra Diagnósticos essa alteração de rótulo e quantidade seria rápida. Cerca de duas semanas e os produtos poderiam ser comercializados, além das farmácias,  em canais D2C (Direct do Consumer) –  marketplaces e lojas online dedicadas, por exemplo”, enfatiza Rubens. 

No que tange os índices dos testes, eles oferecem sensibilidade de 97% e atuariam como os autoexames de diabetes, gravidez e HIV, já disponibilizados atualmente no mercado. “Para realizar essa liberação de uso, a entidade pode levar em consideração uma série de exigências, entre elas que haja um nível de sensibilidade mínima para o teste, um passo a passo para realização simples e fácil, e que, assim como ocorre na Inglaterra, haja um mecanismo de reporte – nesse exemplo, o usuário tira uma foto do teste e faz o upload em um app, recebendo de volta um documento oficial do resultado, que serve de passaporte para atividades diversas – fácil e eficaz”, finaliza. 

Sobre a Vyttra Diagnósticos  

A Vyttra Diagnósticos é uma das maiores empresas brasileiras na fabricação e distribuição de equipamentos e reagentes para o mercado de diagnósticos, oferecendo mais de mil itens a laboratórios, hospitais, bancos de sangue, clínicas veterinárias e farmácias de todo o Brasil. A empresa investe continuamente em soluções tecnológicas que traduzam confiança e qualidade, contribuindo para a saúde e o bem-estar dos brasileiros.

Sobre a Proxima  

A Proxima é a marca da Vyttra Diagnósticos de Point of Care (POC), voltada ao desenvolvimento de soluções de qualidade, que permitam a democratização do diagnóstico rápido a todos os pacientes. Com padrões elevados, seu portfólio oferece resultados assertivos – pelos índices de sensibilidade e especificidade alcançados – para a identificação de inúmeras enfermidades, entre elas Covid-19 e Influenza A e B.  

Por: Bowler / Foto Ilustrativa: Freepik

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.