Dor Crônica e Antidepressivos – Qual a Relação Entre Eles?

Você já Teve a Experiência de Passar pelo Médico Especialista em Dor e Ele Prescrever Antidepressivos? A Médica, Especialista em Tratamento da Dor pela AMB e Docente da Pós Graduação de Dor no Einstein e SinPain, Dra. Amelie Falconi, vai Nos Explicar o que Isso Significa.

Sabemos que a vida de qualquer pessoa pode ser afetada negativamente com o problema da dor crônica. E, muitas vezes, medicamentos como anti-inflamatórios e outros analgésicos são insuficientes no alívio da dor.

Os antidepressivos são remédios considerados adjuvantes no tratamento da dor crônica. Os remédios adjuvantes são medicamentos que geralmente  foram desenvolvidas, e são utilizados, para tratar outras doenças e podem ser utilizados para aliviar dores. Eles funcionam alterando a forma com que os nervos processam a dor e reduzindo a sensibilização central.

Sempre que eu prescrevo um antidepressivo para um paciente com dor crônica eu gasto um tempo da minha consulta explicando o porquê. Muitos já passaram por outros médicos que também prescreveram, porém não aderiram ao tratamento, justamente por acharem estranho uma prescrição de antidepressivo – Comenta a Dra. Amelie Falconi.

Alguns antidepressivos são conhecidos por sua eficácia no tratamento das dores neuropáticas e não neuropáticas, como os tricíclicos; em especial a nortriptilina e a amitriptilina.

Eu acho muito importante explicar isso – Continua a Dra. Amelie FalconiMuitos pacientes com dores crônicas sofrem com os estigmas relacionados com as dores crônicas, entre eles o fato de a dor não aparecer em exames; que as dores deles são psicológicas, que as pessoas não acreditam em suas próprias dores, ou que eles utilizam as dores para chamar atenção. Então, se o médico não explica o porquê, e prescreve um antidepressivo para dor, o paciente vai pensar que é mais uma pessoa que não acredita na sua dor!

Os antidepressivos são uma classe de remédios com boas indicações para o tratamento da dor crônica. Assim como outros remédios eles apresentam efeitos colaterais. Retire suas dúvidas com seu médico sobre esses efeitos colaterais, quanto tempo para esses efeitos colaterais sumirem, quando tempo para a medicação apresentar efeito na dor, entre outras dúvidas.

Sempre retire todas suas dúvidas com o seu médico, e não com o Google ou com conhecidos! Ele que avaliou você, conhece o seu caso e é a melhor pessoa para esclarecer suas dúvidas! – alerta a Dra. Amelie Falconi

CRÉDITOS:

Dra Amelie FalconiMédica especialista em DorProfessora de Medicina Intervencionista em Dor Einstein e SINPAINSócia Diretora da Clínica Pro SportCoordenada do Comite de MEdicina INtegrativa e Dor Crônica da Sociedade Brasileira ide Estudos da Dor – SBED

Autora de diversos capítulos de livros sobre dor.

Instagram: @amelie.falconi_medicin

Twitter: falconiamelie

Atendimento online e presencial -Juiz de Fora

Por: MMelo Assessoria / Foto Ilustrativa: Freepik

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.