Ministério da Saúde pode mudar de mãos

Na quarta-feira (23), a presidente Dilma Rousseff reuniu-se, em reuniões separadas no Palácio da Alvorada, o vice-presidente da República, Michel Temer, e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para discutir a reforma administrativa proposta pelo governo. Anunciada em agosto com o objetivo de reduzir gastos, a reforma consiste em extinguir cerca de dez dos atuais 39 ministérios e reduzir o número de cargos comissionados. O líder do PMDB na Câmara, deputado Leonardo Picciani (RJ), já entregou a Dilma indicações do partido para o Ministério da Saúde.

Em meio às negociações para definir quais ministérios serão cortados e como ficará o novo mapa do primeiro escalão, o líder do PMDB na Câmara, deputado Leonardo Picciani (RJ), entregou pessoalmente a Dilma, na manhã desta quarta, as indicações do partido para o Ministério da Saúde. Temer, que também é presidente nacional do PMDB, participou do encontro. Pela manhã, também estiveram no Alvorada o ministro Eduardo Braga (Minas e Energia), do PMDB, e o líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira (CE).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *