Pesquisa revela aumento na compra de medicamentos para combater o câncer de pele

Vendas da categoria tiveram aumento de 30,2% nas farmácias, quando comparado os anos de 2020 e 2021

Em um país com clima tropical como o Brasil, surge a necessidade de um olhar mais atento para os cuidados com a pele. Durante o período de verão, a exposição excessiva ao sol e a falta da devida proteção são fatores de risco para desenvolver câncer de pele. Segundo o Farmácias APP, aplicativo de vendas online de saúde e beleza, houve um aumento de 30,2% na venda de medicamentos para o tratamento da doença, quando comparado o ano de 2021 ao ano de 2020.

Segundo a companhia, de dezembro de 2020 a dezembro de 2021, no Top 5 medicamentos mais vendidos para o tratamento do câncer de pele, estão: Keytruda, que desponta em primeiro lugar, sendo responsável por 34,7% do faturamento das farmácias. Opdivo aparece em segundo, com 23,8%, seguido de Temodal com 6,6%, Ixium com 6,2% e, por último, B-Platin com 5,4%. Vale ressaltar que todos esses medicamentos são vendidos mediante prescrição médica: branca comum.

Por região, o Sudeste foi responsável por 62,5% do índice de compras desses medicamentos. Logo após, a região Sul com 14,9%, seguido do Nordeste com 9,3%, Norte com 8,1% e, por último, o Centro-Oeste com 5,2%. Em uma análise anual, 2019 apresentou um aumento de 44,7% na venda desses medicamentos, em comparação com 2018. Crescimento que se manteve em 2020, onde foi apresentado um aumento de 44,2% – quando comparado com o ano anterior, 2019.

Enquanto aos tipos de câncer de pele, medicamentos para o tratamento de Melanoma, o tipo mais grave da doença, ocupam a primeira posição, com 83,4% das vendas da categoria. Em seguida, com 9,5%, para o tratamento de Carcinoma Basocelular, o tipo mais comum e que começa nas células basais. Em último lugar, estão medicamentos para o tratamento de Carcinoma Epidermoide, tumor maligno que surge especialmente nas regiões do corpo mais expostas à radiação, com 7,1%.

Além disso, em dezembro do ano passado, o medicamento Keytruda, indicado em pacientes adultos para tratar o Melanoma, continuou com a primeira posição entre os mais vendidos, com um faturamento de 43,3%. Da mesma forma, Melanoma permaneceu em primeiro lugar entre os tipos de câncer de pele que demandaram maior compra de medicamentos para o tratamento da doença, com 87,3% do valor total por faturamento das farmácias.

“Exposição prolongada ao sol, falta de proteção adequada e diminuição do consumo de água podem comprometer a saúde da pele e aumentar o risco de desenvolver câncer de pele. O ideal é adotar medidas de proteção e manter uma rotina de acompanhamento médico, tendo em vista que o diagnóstico precoce aumenta as chances de cura” recomenda Yago Ruegg, gerente comercial do Farmácias APP.

No que diz respeito aos produtos mais vendidos para evitar o câncer de pele e aproveitar a estação, os itens mais procurados em dezembro de 2021 foram, respectivamente, os protetores SundownNivea SunSolar ExpertiseVichy Ideal SoleilSunless e Roc Minesol. Além desses, os bronzeadores Cenoura&Bronze e Australian Gold também ocuparam espaço no ranking de produtos mais usados pelos brasileiros no início do verão.

No comparativo mensal, dezembro de 2021 apresentou o maior índice de compras, com 15,4%. Enquanto em 2020, o mês foi responsável por 13,9% das vendas de produtos da categoria. Entre esse período, o Sudeste foi o local com o maior número de vendas destes itens, com 48,7%. Logo após, a região Sul com 23,6%, seguido do Nordeste com 17,5%, Centro-Oeste com 6,9% e, em último, a região Norte, que representou apenas 3,2% das vendas.

“Este ano, fevereiro levou muitos brasileiros a mudarem os planos e adiar aquela ida à praia, devido às chuvas contínuas e poucos dias de sol. No entanto, ainda estamos no verão e isso precisa ser considerado em relação aos efeitos nocivos causados pelos raios solares. A prevenção é importante e precisa continuar”, conclui Ruegg.

Por: Máquina CW / Foto Ilustrativa: Freepik

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.